2.3.09

4 comentários:

Anônimo disse...

Sayô, nada mais perfeito e adorável do que o teu sobrenome Traquinagens... Impossível olhar para as tuas traquinagens e não ver e ouvir o teu sorriso soluçado... E esse teu estar de braços dados com Augusto Cury tem nos valido várias rimas reflexivas, na maior leveza, sutileza, beleza, delicadeza, eza, eza, eza...
Beijão da
Berna

Anônimo disse...

eza, eza, Dedeza... Que beleza!!! beijos

clarice ge disse...

Interessante... Tenho este costume de me escutar, de tagarelar com meus botões, rs. As vezes tenho que peneirar muita bobagem... Pensamento quando avoa perde os limites.
beijinho Sayô

Anônimo disse...

Com licença: "...Pensamento quando avoa perde os limites." clarice ge

Amei o "quando avoa...". Como uma letrinha a mais, mesmo intrusa e bagunceira, pode dar mais charme ao dizer... Mas o pesamento é avoado mesmo! E deixa ele ser!!!

Abraço da
Berna

Artes com Trastes e Traquinagens

Minha foto
Sou um traste, que faço arte, através das minhas traquinagens.

Querem seguir minha luz?

Recent Visitors

Artes Passadas